• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

JUSTIÇA?

*Por José Veiga de Oliveira – Presidente da FAPESP

Quanto a justiça é valida no nosso Brasil? Quanto temos de justiça em nosso país? A justiça tem sido bem seletiva. Nossa Constituição é rasgada dia pós dia vendo o cinismo dos senhores deputados, senadores, juízes argumentando que tudo vale em troca da “estabilidade” institucional. Que estabilidade é essa? Estabilidade que é o massacre do povo? Estabilidade essa que mantem privilégios de político corrupto? Justiça para eles é a estabilidade do bolso deles! Justiça para eles é povo massacrado, com o direito apenas de pagar impostos e morrer na fila do SUS.

Estão decidindo a vida de milhões de brasileiros em troca de cargos e votos. Gastam nosso dinheiro junto com a grande mídia para manter uma mentira, culpam a Previdência Social pelo rombo nas contas.

Nos enganam, colocam culpa no povo e reforçam que as reformas são a única saída da crise. Sentados em suas cadeiras no alto dos palcos com toda pompa e cercados de todo luxo com o NOSSO dinheiro se acham acima da lei e de todos, riem, desdenham do povo e fazem a justiça como melhor os convém.

Eles acham que nada os atingirá, mas lembremos que da mesma forma que eles tem o poder de votar sim ou não a projetos que retiram direitos, temos o poder do voto e político que votar contra o povo não será reeleito. Simples e direto, traidores do povo não representam o seu povo! A justiça pode parecer quase nula em tempos assim, mas faremos a justiça da democracia prevalecer!

Vamos seguir firmes na nossa agenda da luta e sermos taxativos e dizer não as reformas da Previdência e trabalhista, não admitimos nenhum direito a menos. O futuro do nosso país está em nossas mãos, basta nós darmos o primeiro passo. Se não fizermos nada, eles vão continuar fazendo o que bem entendem. Não deixemos a escolha na mão deles. ESTÁ MAIS DO QUE NA HORA DE TOMARMOS PARA NÓS ESSA LUTA!

Nós aposentados, temos um papel muito importante dentro desse cenário de caos e descrédito. Já passamos por momentos difíceis e podemos não ter mais a mesma força física, mas temos experiência, sabedoria e temos que abrir os olhos dos nossos colegas aposentados, pensionistas, idosos, trabalhadores, pessoas próximas a nós, amigos e familiares. Precisamos fazer uma corrente a favor do nosso Brasil. Juntos somos fortes, juntos somos o Brasil.

Clique aqui para voltar.