• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

FAPESP COBRA BANCO MERCANTIL POR DESRESPEITAR ESTATUTO DO IDOSO

A FAPESP enviou ofício solicitando para a agência de Catanduva que o autoatendimento do Banco Mercantil do Brasil funcione 24 horas, inclusive nos finais de semana.

A Federação do Estado de São Paulo recebeu diversas reclamações de aposentados, idosos e pensionistas que a agência da cidade tem apresentado atendimento inadequado, pois os caixas de autoatendimento não funcionam no durante o final de semana e nem fora do expediente bancário. Desta forma, em dia útil, filas enormes se formam na porta da agência.

Os idosos relatam que são encaminhados para os caixas 24 horas em mercados, postos de gasolina, porém estes ou não tem dinheiro para saque e também falta segurança.

Quando a agência está aberta os idosos são impedidos de entrar e nos caixas de autoatendimento há filas, sem lugar para os idosos sentarem. Temos informações que nos outros municípios não acontece tal prática.

Essa atitude contraria o Estatuto do Idoso nos artigos 2, o artigo 3 o caput e inciso I, o artigo 10 caput e o parágrafo 2º e o 3º, o artigo 96 caput e o parágrafo 1º e 2º. “Art. 96. Discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito de contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário ao exercício da cidadania, por motivo de idade”. O que significa na prática, crime contra o Idoso.

Caso a Instituição não der prioridade ao problema vamos convocar os aposentados para fazer alteração do domicilio bancário já que o banco não tem respeitado os idosos.

Solicitamos que deixem o autoatendimento disponível a população. Aguardamos uma iniciativa para resolver essa prática o mais rápido possível.

Clique aqui para voltar.