• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

FAPESP EXIGE DIREITO DE RESPOSTA! VAMOS MOSTRAR A VERDADE SOBRE A NOSSA PREVIDÊNCIA SOCIAL!

A FAPESP solicitou direito de resposta por causa de reportagem veiculada no dia 17/10/2016 no Jornal Nacional onde informaram que o rombo na Previdência só em 2016 chegará a 150 bilhões de reais. Inclusive, comparou a Previdência Social a um cofrinho ou ainda a uma represa mas a reportagem não espelha a verdade.

REDE GLOBO MAIS UM VEZ DEFENDENDO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA! PAREM DE MENTIR SOBRE A FALÁCIA DO ROMBO PREVIDENCIÁRIO!

Mostraram que a Previdência possui arrecadação por meio da contribuição do trabalhador, empresas, financiamento por lei através do PIS, COFINS, mas não falam que a Previdência não tem dependência do orçamento fiscal da União, ou seja, tem recursos próprios. Compararam a nossa Previdência como um cofrinho e uma represa, até lembraram dos regimes diferenciados. Mas já sabemos que os prejudicados nessa reforma mais uma vez são os aposentados e trabalhadores.

A Seguridade Social é superavitária em mais de R$ 50 Bilhões (média) segundo dados da ANFIP e por meio da DRU (Desvinculação de Receita da União) retiram todo o dinheiro para pagamento de dívidas do governo. É o dinheiro da população pagando dívida pública!

Os benefícios rurais merecem atenção para garantir que este setor da economia se mantenha, o que o governo não pode fazer é transferir toda a carga do pagamento dos benefícios para Previdência, o seguro social é preciso ter contribuição, o benefício rural é obrigação do Tesouro Nacional.

O que não foi mostrado, mas está nos planos da reforma previdenciária é acabar com o reajuste automático das aposentadorias, desvinculando o benefício do salário mínimo o que é um crime que fere o artigo 194 da Constituição Federal (Caput. e inciso 4º) e Artigo 201 (Parágrafo 2º e 4º). Essas alterações irão atingir mais de 22 milhões de aposentados urbanos e rurais.

Lembrando que se aprovado esta proposta muitas cidades de todo país, como por exemplo, no interior de São Paulo e até mostrado na reportagem a cidade de Paulista no Piauí, teremos um empobrecimento maior, rumo ao caos social já que são os aposentados que movimentam a economia e sustentam a família. Queremos a manutenção da nossa Previdência como um ministério, um órgão de ação social, como é hoje um distribuidor de renda que movimenta a economia e não transformar aposentado em beneficiário do bolsa família. Aposentado ganhando menos que um salário mínimo é desumano, como disse na reportagem, vai ficar mais fácil matar todo mundo do que se aposentar.

A reforma da previdência é uma ação política para o governo se beneficiar, mas na verdade essa reforma é a suspensão de direitos sociais. Não é justo que o povo pague o que o governo desviou da seguridade e não devolva aos cofres da previdência e pior, seja usado como gerador de recursos para o governo.

Não é justo que o trabalhador da ativa pague as atuais aposentadorias, por isso, deve-se criar um fundo previdenciário para garantir que o dinheiro do trabalhador e aposentado não seja utilizado para outros fins. Este fundo seria contraído com o superávit da Seguridade Social, com a venda de imóveis da Previdência com o fim da sonegação à Previdência praticada pelas empresas que não pagam suas dívidas, com o fim da renúncia fiscal, com o fim da desoneração da folha e a suspensão da DRU. O governo deve taxar as grandes fortunas, bancos, o agronegócio e combater fraudes.

QUEREM QUE ACEITEMOS UMA REFORMA CRUEL! NÓS SOMOS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA!

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2016/10/reforma-da-previdencia-deve-ser-proposta-ainda-em-2016.html

Clique aqui para voltar.