• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

ESTAMOS DE OLHO! “ESPECIALISTAS” MENTEM SOBRE DÉFICIT NA PREVIDÊNCIA!



A FAPESP continua de olho em todas as movimentações sobre a reforma da previdência e o jornal Folha de S. Paulo publicou entrevista com Paulo Tafner, 58, técnico aposentado do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Ao conceder uma entrevista longa e COMPLETAMENTE MANIPULADORA onde ele aponta o quanto necessário é a reforma da previdenciária!

Compartilhamos o link da reportagem e destacamos um ponto absurdo desta entrevista quando a repórter pergunta sobre apartar a regra de correção do salário mínimo do piso da previdência é imprescindível ele aponta que é algo necessário. É justo quem contribuiu a vida toda mais de um salário mínimo ter o beneficio defasado ano após ano? NÃO! E pior, ainda quer defender a desvinculação do reajuste, então aposentado irá receber o que? Como sobreviver com menos do mínimo! ABSURDO E NÃO VAMOS ADMITIR! PORQUE NÃO REDUZEM A UM SALÁRIO MÍNIMO O SALÁRIO DOS PARLAMENTARES E DESTES ECONOMISTAS QUE NADA ENTENDEM?

PAREM DE MENTIR E FALAR DESSE FALSO ROMBO NAS CONTAS DA PREVIDÊNCIA! Está mais que na hora de ouvir quem entende de Previdência no Brasil, a ANFIP(Associação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), e os aposentados representados pela FAPESP, Federações e Confederação, além de economistas e estudiosos que sabem a VERDADE sobre a NOSSA Previdência. Nós sim mostraremos a real situação da nossa Previdência! TEMOS PROPOSTAS E SOLUÇÕES QUE NÃO REDUZIRÃO DIREITOS!

O GOVERNO TEMER SÓ FALA MENTIRAS. UM GOVERNO CORRUPTO, CRUEL E DESARTICULADO!A corrupção é enorme e desenfreada até o Presidente Temer está envolvido. Mas com a proteção dos bancos, latifúndios, empresariado fazem um plano de redução de direitos e massacre a população onde só visam cortar direitos dos trabalhadores da ativa, aposentados e pensionistas e por trás o grande objetivo é a privatização da nossa Previdência Social Pública. A PREVIDÊNCIA É NOSSA, É DO POVO BRASILEIRO, É O MAIOR DISTRIBUIDOR DE RENDA DO PAÍS, MUITO MAIS IMPORTANTE QUE O MINISTÉRIO DAS CIDADES OU DA CULTURA QUE JÁ POSSUEM OUTRAS ÁREAS QUE TRATAM DE ASSUNTOS COMO OS PRÓPRIOS ESTADOS E MUNICÍPIOS. EXIGIMOS O RETORNO DO MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA!

Mais uma vez esclarecemos que a seguridade social não é causa dos problemas do Brasil já que a Previdência tem arrecadação própria, por meio da contribuição do trabalhador, empresas, financiamento por lei através do PIS, COFINS e prognósticos de loteria e sem dependência do orçamento fiscal da União, ou seja, tem recursos próprios.

Ao extinguir o Ministério da Previdência, agora um simples anexo do Ministério da Fazenda e o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário nossos recursos estão nas mãos do Tesouro Nacional que usa esse dinheiro como preferir como pagar dívidas públicas, funcionalismo. ESTE DINHEIRO É DO BRASILEIRO E NÃO DO GOVERNO!

Lutamos por uma Previdência Social que seja de todos aposentados trabalhadores, pensionistas e idosos com uma administração quadripartite com poderes deliberativos, , com um fundo previdenciário, com o Agronegócio como contribuinte na Previdência Social Pública, com a transparência de todos os valores retirados pela DRU, dos nomes das empresas de todos os segmentos devedores junto a Previdências Social Pública, até a presente data, dos nomes das empresas de todos os segmentos isentos de contribuição à Previdência Social Pública, até a presente data e que a Prescrição das dívidas com a previdência no prazo de 35 anos, que é o tempo mínimo de contribuição para o INSS, e não apenas 5 anos como é atualmente.

QUEREMOS A MANUTENÇÃO DA NOSSA PREVIDÊNCIA COMO UM ÓRGÃO DE AÇÃO SOCIAL, COMO DISTRIBUIDOR DE RENDA QUE MOVIMENTA A ECONOMIA DE MUITAS CIDADES EM TODO BRASIL.

EXIGIMOS que a Frente Parlamentar Mista criada pelo Deputado Arnaldo Faria de Sá e Senador Paulo Paim com mais de 250 parlamentares subscritos BARREM a MP 726 (que extingue o Ministério da Previdência) e a MP 739 (que revê os auxílios doenças e aposentadoria por invalidez). Os senhores parlamentares fazem parte dessa Frente tem por OBRIGAÇÃO derrubar essas medidas cruéis impostas pelo Executivo.

O maior problema do Brasil não é o impeachment de Dilma ,e se continuar assim, nem o do Temer, o maior problema está na falta compromisso para trabalhar a favor do povo brasileiro. Mais uma vez quem vai pagar a conta da incompetência administrativa novamente é o aposentado, pensionista, o trabalhador da ativa que são os que mais contribuem e não recebem nada em troca a não ser mais redução de direitos e impostos.

NÃO VAMOS MAIS ACEITAR MENTIRAS DESSE GOVERNO SEM MORAL ALGUMA!

O VERDADEIRO GOLPE ESTÁ SENDO DADO AOS APOSENTADOS, PENSIONISTAS, IDOSOS E TRABALHADORES DA ATIVA! NÃO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA! EXIGIMOS O RETORNO DO MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA!


LINK DA MATÉRIA:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/08/1803529-temos-menos-tempo-para-transicao-suave-diz-especialista-em-previdencia.shtml


Clique aqui para voltar.