• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

PAULO PAIM ENVIA OFÍCIO A FAPESP REAFIRMANDO A LUTA PELO RETORNO DO MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA



O Senador Paulo Paim respondeu o presidente da FAPESP, Antônio Alves da Silva via ofício reforçando o compromisso na luta pelo retorno do Ministério da Previdência. O Senador respondeu ao ofício da FAPESP encaminhado a todos os deputados e senadores, que trata sobre as maldades impostas pelo governo como a reforma da previdência. Na resposta, o senador comenta sobre a elaboração da carta de lançamento da frente parlamentar mista em defesa da Previdência e hoje (20/06) já cobramos o documento para divulgarmos. A FAPESP está na luta a favor dos aposentados e idosos! NÃO A REFORMA E EXTINÇÃO DA PREVIDÊNCIA, NÃO A REDUÇÃO DE DIREITOS! Compartilhamos abaixo o texto do excelentíssimo senhor senador Paulo Paim:

“Agradecemos seu contato. No dia 31 de maio a Comissão de Direitos Humanos (CDH) realizou o relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social. Presido no Senado e o Deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) preside na Câmara. A Frente conta com o apoio de mais de 50 entidades, sobretudo organizações sindicais do setor público e privado.

Durante o relançamento da Frente foi reafirmada a inexistência de déficit na Previdência com base em números da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP), tendo o superávit chegado a mais de R$ 54 bilhões em 2014, superávit esse que sempre afirmei existir e que é comprovado com números e dados concretos. Segue link de acesso a folder da ANFIP elaborado para a Frente e que traz informações importantes sobre Déficit na Previdência e Propostas para uma Previdência Social Pública, Justa e Solidária.

Deste modo, a Frente atuará de modo intransigente para que sejam mantidos os direitos sociais e previdenciários; agirá em defesa da manutenção dos direitos sociais, da gestão transparente da Seguridade Social e do equilíbrio financeiro e atuarial da Previdência Social pública e solidária. Seguem os Encaminhamentos da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social:

1. Que seja devolvido o Ministério da Previdência Social ao povo brasileiro. A única reforma viável é na forma de arrecadação, cessando o prejuízo dos beneficiários da Seguridade Social em razão de políticas econômicas. Logo, que seja o fim das desonerações, desvinculações, isenções e renúncias, melhorando a gestão da arrecadação, sem redução de direitos sociais;

2. Elaboração da carta de lançamento desta frente parlamentar, cuja aprovação será realizada na próxima terça-feira, dia 07/06, às 15h, na CDH do Senado Federal;

3. Reuniões em todas as regiões brasileiras, nas principais capitais, levando a todo o Brasil a necessidade de engajamento nessa luta, não permitindo o desmonte da nossa previdência e outros temas como a violência contra as mulheres, o negociado sobre o legislado e a precarização pela terceirização;

4. Reuniões semanais do grupo de trabalho às terças-feiras, na CDH do Senado Federal, visando a elaboração de estudos em todas as áreas, no objetivo de chegar a uma conclusão que atenda às necessidades da nossa sociedade;

5. Atuação com os parlamentares levando o esclarecimento e buscando o apoio, de forma apartidária e democrática, intersindical e democrática;

6. Redação de proposta de alterações na legislação concernentes ao aprimoramento e melhoria da gestão dos recursos da seguridade social e previdência.

Com minhas cordiais saudações”

Clique aqui para voltar.