• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

MUDANÇA NA APOSENTADORIA PODE CHEGAR AO CONGRESSO EM ABRIL

A presidente Dilma definiu o prazo para concluir projeto que vai mudar as regras da Previdência Social. Em negociação a presidente Dilma Rousseff estipulou o mês de abril como data para o envio ao Congresso Nacional da reforma previdenciária preparada pela equipe econômica do governo federal.

O prazo foi apresentado em reunião ontem, entre a petista e líderes da base aliada na Câmara. No encontro, a presidente afirmou que a proposta ainda não está formatada e que será discutida na reunião do Fórum Nacional de Trabalho e Previdência, marcada para hoje.

Segundo relatos, a petista afirmou que o governo federal está aberto a sugestões.

Na reunião de hoje, o governo federal apresentará as linhas gerais de sua proposta para a Previdência, mas não um projeto fechado, em uma tentativa de evitar críticas.

A ideia é que o ministro Nelson Barbosa (Fazenda) apresente no fórum proposta que prevê um processo de unificação, a partir de 2027, das regras de aposentadoria.

O governo federal defende, entre outros cenários, que exista apenas um modelo para aposentadoria de homens e mulheres, servidores públicos e privados e trabalhadores urbanos e rurais até o ano de 2040. Propostas analisadas pelo governo tratam da criação de uma idade mínima de 65 anos para as aposentadorias, o fim do fator previdenciário e a utilização da regra 85/95 como sistema de transição.

A FAPESP enviou a todos os parlamentares ofício se posicionando CONTRA a Reforma da Previdência que deve ser apresentada logo no início dos trabalhos legislativos. Essa reforma só visa a diminuição de direitos. Solicitamos apoio aos Parlamentares para que não aprovem qualquer mudança proposta pelo governo. É importantíssimo que qualquer projeto que envolva a Seguridade Social e principalmente a Previdência Social seja discutida com a COBAP e suas Federações. A FAPESP não admite a redução de qualquer direito aos Aposentados, Pensionistas ou Idosos.

Para construirmos uma Previdência mais justa, devemos pensar no futuro próximo termos de volta a Administração Quadripartite e a criação de um Fundo Previdenciário.

Somente desta forma vamos começar a reconstruir a nossa Previdência. Os Aposentados e Idosos merecem ter dignidade e serem mais respeitados pelos governantes. Devemos pensar e trabalhar para os aposentados e idosos e só assim a crise moral, política e financeira chegará ao fim. A solução de todos os problemas do Brasil é trabalhar e pensar na população e não em cargos, politicagens e capital.

Clique aqui para voltar.