• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

DILMA DEFENDE REPARTIR CPMF COM ESTADOS E MUNICÍPIOS

A presidente Dilma Rousseff se reuniu com os líderes da base aliada no Senado. No encontro, que aconteceu no Palácio do Planalto, a petista defendeu a aprovação da CPMF e afirmou que, em breve, o governo enviará ao Congresso uma proposta de reforma fiscal.

Segundo relatos de participantes da reunião ao jornal O Estado de S. Paulo, Dilma disse que só com a volta do imposto do cheque será possível fazer investimentos mínimos para retomar o crescimento do país. Na conversa, a presidente sugeriu a elevação da alíquota de 0,20%, prevista na proposta inicial enviada pelo governo, para 0,38%. A verba adicional seria repartida com Estados e municípios, como pedem governadores e prefeitos.

Sem dar detalhes, Dilma elencou o projeto de legaliza os jogos de azar no país, do senador Ciro Nogueira (PI), presidente do PP, como o "melhor" em discussão no Legislativo. Mas avaliou que caberá ao Congresso debater a proposta. No momento de forte queda de arrecadação, o projeto de Ciro - que será discutido pelo plenário do Senado - poderia reforçar em pelo menos 15 bilhões de reais os cofres do governo em impostos.

O governo não sabe mais que desculpa dar para aprovar a CPMF. Uma hora os ministros dizem que é para cobrir o falso rombo da previdência, cobrir os gastos da área da saúde, educação ou até a crise nos cofres públicos. Pela quantidade de funções que esse tributo cobrirá só falta anunciar qual percentual estratosférico será cobrado. Um absurdo sem fim!

SABEMOS MUITO BEM QUE ESSE TRIBUTO NÃO COBRIRÁ ROMBO ALGUM, MAS SEM DÚVIDA GARANTIRÁ MAIS AINDA A MORDOMIA QUE OS SENHORES POLÍTICOS VIVEM. VAI MANTER SEUS SALÁRIOS ALTÍSSIMOS, CARROS E CASAS DE LUXO ENQUANTO O POVO SOFRE COM ESSE IMPOSTO CRUEL!

Aprovar esse tributo é acabar de massacrar o povo brasileiro que paga a amarga conta da incompetência desse governo. Enquanto não pensarem em seu povo a crise não acabará! Infelizmente não só o governo quer aprovar a CPMF como também entidades que querem impor mais e mais tributos!

Não podemos permitir a aprovação dessa crueldade. Cadê a reforma administrativa? Cadê o corte REAL de cargos comissionados, apadrinhados e o corte de ministérios? Muito se fala e pouco se faz enquanto ostentam o nosso dinheiro. Não podemos admitir! Vamos nos unir aposentados! NÃO A CPMF!

Clique aqui para voltar.