• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

O Planalto Ri do Povo

Dia do Idoso – 1º /10/2013 – dia do ato da COBAP, com a encenação da “Via Crucis”, o governo anuncia o engavetamento da discussão sobre o reajuste das aposentadorias maior que um salário mínimo, suspendeu também a discussão sobre a extinção do fator previdenciário, ou seja, o Governo deu uma “banana” aos aposentados, pensionistas e idosos.

A nossa gente virou piada para o Governo Federal, para o Congresso Nacional e mais ainda para o Supremo Tribunal Federal, onde os ministros estão mais preocupados em aparecer através de discursos inflamados e cheios de flexões técnicas, a fazer justiça ao povo brasileiro, como por exemplo, trancafiando os mensaleiros.

Talvez nosso brado, já exausto pelo peso dos anos, não chegou aos ouvidos das nossas autoridades, ou elas fazem que não nos escutam, desta forma é preciso que busquemos com mais tenacidade os nossos direitos.

Não basta somente o apoio dos Senadores Paulo Paim, Mario Couto, do Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá. Temos que buscar e cobrar a participação de toda a bancada federal do nosso Estado, para que se posicionem favoráveis aos nossos projetos, aos nossos reajustes salarias e votem sempre a nosso favor, pois foram eleitos com propostas de defender o povo brasileiro.

Devemos exigir dos parlamentares nominados acima que motivem e cobrem dos demais membros do Congresso Nacional uma ação concreta a favor da nossa gente, a começar pela votação do Projeto de Lei 4434. A Frente Parlamentar deve ser formada com a participação efetiva dos nosso representantes.

É muito triste ler que o Ministro Garibaldi Alves da Previdência Social, disse que o décimo terceiro dos aposentados abriu um rombo nos cofres da Previdência. Sr. Ministro, acreditamos que vossa excelência deveria, sim pedir punição apara os mensaleiros do seu governo e pedir a devolução dos milhões que foram roubados. Acreditamos que o senhor deveria “brigar” com a Presidente Dilma para que o dinheiro da Seguridade Social fosse destinado a Seguridade Social.

O Governo dos mensaleiros perdeu a Petrobras para a Bolívia, perdoa dívidas a países da África, entre outros, ficou a reboque do Hugo Chaves e para fazer esse jogo de comadres subtrai da Seguridade Social, ou seja, os aposentados, pensionistas e idosos pagam a conta.

É triste também verificar a pouca participação da nossa gente no ato em Brasília. Há pouco interesse dos aposentados, pensionistas e idosos, que estão cada vez mais velhos e acrescente a isto o alto custo da viagem, além de gastos já do final de ano de cada entidade. Agradecemos a participação efetiva das associações que patrocinaram esta viagem, o que mostra que as nossas entidades estão ativas, participativas, dispostas a luta.

Os gastos de final de ano são altos, somando a isto a nossa passividade, mostra o quanto é difícil as nossas ações.

A FAPESP agradece de coração as suas associações que se motivaram e se envolveram nesta ida à Brasília, financeiramente e com a participação de seus diretores e associados.

Na Câmara Federal em uma de suas comissões estava discutindo-se o projeto sobre a Desaposentação. Um de seus membros, o Deputado Federal Júlio Delgado (PT-MG) obstruiu a votação e por isso teve uma grande vaia proferida por todos os presentes, inclusive seus pares na Câmara.

PT no Poder Federal não dá mais.

O Governo nos rouba e os parlamentares o ajudam sendo seus cúmplices.

No mar de comodismo em que estamos vivendo, a presença da nossa gente é um alento, é uma alegria.

Vamos vencer a burocracia de Brasília, acabar com a escravidão das canetas, mudar a história. Essa é a nossa meta, a nossa luta.

Nada de grande se cria de repente.

Deus Seja Louvado.

Clique aqui para voltar.