• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

BUMLAI NEGA TER USADO AMIZADE COM LULA PARA INTERFERIR NA PETROBRAS

O pecuarista José Carlos Bumlai disse à Polícia Federal que jamais discutiu a Operação Lava Jato ou negócios na Petrobras com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. ATÉ QUANDO AS MENTIRAS VÃO PREVALECER? A JUSTIÇA DEVE SER FEITA DOA A QUEM DOER! O Brasil não merece mais passar por escândalos.

Amigo de Lula desde a eleição de 2002, quando foi apresentado ao então candidato à Presidência pelo governador Zeca do PT (MS), Bumlai minimizou a alegada proximidade com o petista. De acordo com Bumlai, Lula nunca mais visitou nenhuma de suas fazendas ou seus apartamentos no Rio desde a campanha que o levou, pela primeira vez, ao Planalto.

Em todo o ano passado, os dois estiveram juntos três vezes, mas em nenhuma delas discutiram aspectos da Operação Lava Jato, segundo o pecuarista.

Bumlai disse que jamais esteve na sede da Petrobras ou que tenha conhecido o então presidente da empresa José Sérgio Gabrielli ou o ex-diretor da área internacional Nestor Cerveró, preso desde janeiro.

Baiano, um lobista que admitiu ter movimentado milhões em propinas a políticos e dirigentes da Petrobras, já havia afirmado que entregara R$ 2 milhões a Bumlai como "comissão" para beneficiar a OSX, empresa de Eike Batista, com contratos de navios-sonda com a Sete Brasil, uma empresa criada com auxílio do governo e do BNDES para operacionalizar a exploração do petróleo da camada pré-sal. UM ABSURDO SEM FIM!

Bumlai admitiu ter recebido o dinheiro, mas negou que se tratasse de propina. Bumlai foi preso após surgirem evidências que um empréstimo que tomara de R$ 12 milhões junto ao banco Schahin teria sido, na verdade, uma operação fraudulenta para repassar recursos ao PT.

Clique aqui para voltar.