• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

PMDB apresenta plano com propostas em oposição ao governo

O governo do PT está desarticulado e paralisando o país. Diante de tantos escândalos não é para menos que o PMDB, base aliada já demonstra sinais que não quer mais aproximação do PT, ainda mais com todos esses escândalos. Diante de todas as preocupações políticas quem sai perdendo nisso tudo é o povo brasileiro que tem seus direitos suprimidos e o pior, o salário cada dia menor por conta da inflação descontrolada. De nada adianta ter planos se não fazem nada. Enquanto o governo não pensar em seu povo a crise brasileira não terminará.

O evento do partido aconteceu na Fundação Ulysses Guimarães e vai causar forte ruído entre PMDB e o governo Dilma Rousseff. Oposicionistas declarados à aliança com o PT discursaram pela manhã cobrando o fim da parceria.

"O impeachment ou não impeachment não depende da gente, mas tem algo que depende. Não é o afastamento da Dilma Rousseff da Presidência da República, mas o afastamento do PMDB dela, para que possamos construir um partido que tenha discurso", disse o ex-ministro Geddel Vieira Lima.

A discussão deve ganhar novo destaque em março, quando o partido fará sua Convenção Nacional. Alguns acreditam que as eleições municipais do ano que vem seriam um momento oportuno para romper a aliança com o PT, desgastada pelo escândalo de corrupção na Petrobras e pela baixa popularidade da gestão Dilma. Mas já apontam sinais que em 2018 terão um candidato. “2018 só em 2018”, disse ainda.

Porém, há uma posição muito confortável para o PMDB: ficar no plano de fundo e se movimentar de acordo com a opinião pública. O PMDB hoje preside e tem as maiores bancadas da Câmara e do Senado, o maior número de governadores (sete) e elegeu em 2012 o maior número de prefeitos (1.024, ou 18,4% do total).

O congresso do PMDB tem o objetivo também de debater o documento “Ponte para o Futuro”, apresentado aos correligionários do partido. O documento, que teve aval de Temer, apresenta propostas para o Brasil superar a crise, numa tentativa do PMDB se desvincular do atual governo, mas não nos enganemos, eles são tão corruptos quanto, já que só visam o poder e cargos. Governo justo é aquele que trabalha e pensa em seu povo e não em cargos!

Clique aqui para voltar.