• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

CONGRESSO DISCUTE VETO A MP 672 HOJE

A sessão prevista para discutir o veto a MP 672 foi remarcada para hoje. A sessão tinha sido suspensa pela queda de braço entre o Presidente do Senado Renan Calheiros e o Presidente da Câmara Eduardo Cunha, de nada adiantou Dilma entregar mais ministérios o Congresso continua dividido brigando por interesses próprios menos trabalhando para o povo. Por culpa dos dois não chegarem a um entendimento, quem saiu perdendo é o povo! Enquanto não governarem para o povo a crise não acabará!!

De nada adiantou Dilma entregar mais ministérios ao PMDB, eles continuam fazendo o que bem entendem. O Congresso continua dividido, brigando por interesses próprios menos trabalhando para o povo. Por culpa dos dois não chegarem a um entendimento, quem saiu perdendo é o povo! Enquanto não governarem para o povo a crise não acabará!! VERGONHA NACIONAL!!!

COBRAMOS PELA DERRUBADA AO VETO DA MP 672, que estende o índice de correção do salário mínimo para todos os aposentados. A FAPESP está cobrando os deputados e senadores pela derrubada desse veto cruel. Na semana passada a FAPESP passou o dia todo no Congresso Nacional acompanhando as articulações.

Essa demora para votar o veto retrata o Brasil de hoje, o trabalhador, o aposentado mais uma vez pagando pela incompetência desse governo CORRUPTO, CRUEL E DESARTICULADO!

O presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva estava presente no Congresso com o Diretor da FAPESP, José Veiga além da Associação de Trabalhadores, Aposentados e Pensionistas do ABCDMRPRGS com os diretores Luiz e Raimundo Neto. Representando os aposentados de Brasília, o senhor Gilberto Clemente e a grande defensora dos aposentados que sempre está com a FAPESP, Miriam Cristina. O Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá esteve presente o tempo todo mais uma vez sempre nos ajudando e batalhando contra as maldades desse governo.

LUTAMOS PELA DERRUBADA ao veto do artigo da MP 672. Derrubar o veto garante a uma nação injustiçada, uma vida mais justa e digna, corrigindo as injustiças e perdas que os aposentados têm sofrido ao longo dos anos. FORÇA APOSENTADOS! NÃO VAMOS DESISTIR!

Clique aqui para voltar.