• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

A BAGUNÇA GOVERNAMENTAL

Por Antonio Alves da Silva – Presidente da FAPESP

Que situação vive o nosso Brasil. É muito difícil de entender. Vejamos: a) O Lula não tem nenhum cargo pela qual tenha sido eleito. É detentor do título de Ex. Além de ser chefe da quadrilha do mensalão, do Petrolão e da Lava-Jato mesmo assim manda mais que a madrasta Dilma. Ele troca ministros, dá ordens administrativas, etc. e a Dilma obedece. Humilha a militância deixando o PT de lado e exaltando o PMDB. Quando escolheram a Dilma para ser presidente milhões de militantes não aceitavam a imposição e tiveram que aceitar na marra. A militância foi humilhada na eleição de 2002, o Zé Dirceu, esse mesmo que está preso por roubo no mensalão e no petrolão disse para militância, vamos aproximar dos ricos para ganhar as eleições e depois voltamos a origem. Enganou a todo mundo, foi e ficou com os ricos e ficaram ricos. É só ver os jornais diários. Em 2002 o Lula vivia (morava) segundo o noticiário da época em uma casa cedida por seu compadre. Que diferença para hoje. E a militância como está?

b) O Supremo Tribunal Federal, que tristeza! Hoje julga bandidos para absolvê-los, ou melhor, já não é nem mais um julgamento.

c) Hoje tem um civil como chefe das forças armadas. Tiram o poder dos militares e este aceitam como a coisa mais normal do mundo. Hoje os reservistas sentem vergonha das forças armadas que aí temos.

d) O Congresso Nacional não trabalha para o povo. Os parlamentares foram eleitos com nossos votos e delegamos a eles o poder de nos representarem e o que fazem? Viram as costas ao povo e fazem o que o governo quer. E o que fazem Cunha e Calheiros? Brigam entre si para ver quem é o maioral. Não se preocupem os dois serão cassados por desvios de verbas públicas.

e) E os trabalhadores? Falta-lhes luta para garantir o poder de negociação. As centrais, como nós são contra a unificação do Ministério do Trabalho e Ministério da Previdência. Colocaram matérias nos jornais, gritaram espernearam e oque conseguiram? Nada. Cadê a capacidade de uma greve geral e parar esse Brasil para mostrar ao governo que o Brasil é dos brasileiros? E os aposentados? A grande maioria fica em casa cuidando de passarinho, vendo televisão o dia todo, enchendo o saco da esposa e reclamando do salário. Perderam a vontade de lutar. Hoje a maioria estão acomodados. Precisamos de união e ação já! Na quarta-feira passada estava prevista a votação do veto a emenda do índice de reajuste do salário mínimo para todas as aposentadorias. Deveríamos ter mobilizado em Brasília pelo menos 10 mil aposentados. Mas infelizmente tinha uma meia dúzia de dirigentes pedindo a derrubada do veto. É triste não é?

f) E os movimentos sociais? Tem dirigente e outras “lideranças” que querem levar o povo para rua mais não permitem que surjam novas lideranças que talvez venha ofuscá-las. Se dizem despretensiosos, mas já se organizam para concorrer a cargos políticos. É tudo por interesse, oportunismo mesmo.

Quando os interesses pessoais se tornam maiores que os interesses do povo, nada mais funciona. Muitas instituições estão como no país. A crise moral tomou conta da nossa querida pátria (desvio de conduta moral, roubo, politicagem, falta de respeito e amor com o próximo) e gerou essa imensa crise política e financeira. Se não corrigir a crise moral nada se corrigirá. Deus ficou em 3º, 4º ou 5º plano.

A GANÂNCIA, A LUXURIA, A BUSCA DESFREADA PELO PODER, O ESQUECIMENTO DAS AÇÕES SOCIAIS LEVAM O BRASIL A CADA DIA MAIS PARA O FUNDO DO BURACO CONSTRUÍDO PELA POLITICAGEM QUE AÍ ESTÁ.

DEUS BOM DEUS, TENHA PIEDADE DE TODOS NÓS, ILUMINE-NOS PARA ENCONTRARMOS O CAMINHO DA PAZ E DA ESPERANÇA. PARA QUE ENCONTREMOS NO MEIO DESSE MAR DE LAMA HOMENS DE BEM PARA RECUPERAR O NOSSO PAÍS, ESSA TERRA AFEIÇOADA POR VÓS! AMÉM! “QUANDO OS QUE GOVERNAM PERDEM A VERGONHA, OS QUE OBEDECEM PERDEM O RESPEITO” (GEORG LICHTENBERG)

Clique aqui para voltar.