• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

SENADO DISCUTE MP 676 AMANHÃ

O Senado discutirá amanhã a MP 676 que institui a regra para aposentadoria que varia progressivamente de acordo com a expectativa de vida da população brasileira. O texto já foi aprovado pela Câmara Federal.

O texto já aprovado pelos deputados que segue para o Senado prevê que a primeira alta na soma, de 85/95 para 86/96, seria em 31 de dezembro de 2018. A partir daí, seria adicionado um ponto no cálculo a cada dois anos e não apenas um, conforme havia proposto a MP enviada pelo governo.

Essas alterações no texto foram feitas na comissão mista que analisou a MP antes de ela ir ao plenário. O Planalto aceitou as modificações para garantir que o Congresso mantivesse o veto de Dilma à fórmula 85/95, o que ocorreu na semana passada. Entenda como fica a pontuação mínima para homens e mulheres, em cada dois anos, para receber 100% do benefício de aposentadoria:

- Em 31 de dezembro de 2018: 86 para mulheres e 96 para homens (acréscimo de 1 ponto na fórmula 85/95)
- Em 31 de dezembro de 2020: 87 para mulheres e 97 para homens (acréscimo de 2 pontos na fórmula 85/95)
- Em 31 de dezembro de 2022: 88 para mulheres e 98 para homens (acréscimo de 3 pontos na fórmula 85/95)
- Em 31 de dezembro de 2024: 89 para mulheres e 99 para homens (acréscimo de 4 pontos na fórmula 85/95)
- Em 31 de dezembro de 2026: 90 para mulheres e 100 para homens (acréscimo de 5 pontos na fórmula 85/95)

Com essa MP aprovada pouca gente irá se aposentar e futuramente menos ainda já que esta medida é uma ação completamente injusta e cruel com o povo brasileiro. O governo quer aposentado só depois de morto, enquanto eles ficam com extravagâncias e desviando bilhões de reais as nossas custas!

A FAPESP está acompanhando de perto todas as movimentações destas medidas cruéis que o governo tem tomado! Não podemos admitir que esta MP seja aprovada, ela é uma afronta a todos os trabalhadores e aposentados! VAMOS NOS UNIR E COBRAR PARA QUE O SENADO NÃO APROVE ESSA MEDIDA CRUEL! MUDAR A APOSENTADORIA DELES, CORTAR SALÁRIOS CARGOS COMISSIONADOS ELES NÃO MUDAM! QUEM PAGA A CONTA DA INCOMPETÊNCIA É NOVAMENTE O POVO BRASILEIRO!

Clique aqui para voltar.