• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

COMISSÃO MISTA APROVA RELATÓRIO DA MP 676

A Comissão Mista que analisa a MP 676/15 aprovou o parecer do relator do deputado Afonso Florence (PT-BA). O relatório foi aprovado após acordo entre lideranças partidárias da base aliada e da oposição. O texto tem até o dia 15 de outubro para ser votado nas duas casas, Câmara dos Deputados e Senado, depois perde a validade.

A MP 676 enviada pela presidente Dilma tem como ponto de partida a chamada fórmula 85/95, mas com exigências que aumentam ao longo do tempo devido ao crescimento da perspectiva de vida da população. Assim, essa transição prevê o aumento de um ponto nesses anos (86/96 até 90/100). Vale lembrar que fator previdenciário ainda existe.

Pela fórmula, mulheres e homens poderão se aposentar quando a soma da idade e do tempo de contribuição for igual a 85 (observando o tempo mínimo de contribuição de 30 anos), no caso das mulheres, e 95 (observando o tempo mínimo de contribuição de 35 anos), no caso dos homens.

O deputado fez algumas modificações no texto enviado pelo Executivo, alargando o período do escalonamento. A soma da idade com o tempo de contribuição permanecerá 85 (mulheres) e 95 (homens) até dezembro de 2018 e depois aumentará um ponto a cada dois anos. Após 31 de dezembro de 2018 entraria a fórmula 86/96. A partir daí, o escalonamento seria aplicado em 2020, 2022, 2024, até atingir 90/100 para 2026.

Com essa MP aprovada pouca gente irá se aposentar e futuramente menos ainda já que esta medida é uma ação completamente injusta e cruel com o povo brasileiro. O governo quer aposentado só depois de morto, enquanto eles ficam com extravagâncias e desviando bilhões de reais as nossas custas!

A FAPESP está acompanhando de perto todas as movimentações destas medidas cruéis que o governo tem tomado! Não podemos admitir que esta MP seja aprovada, ela é uma afronta a todos os trabalhadores e aposentados! MUDAR A APOSENTADORIA DELES, CORTAR SALÁRIOS CARGOS COMISSIONADOS ELES NÃO MUDAM! QUEM PAGA A CONTA DA INCOMPETÊNCIA É NOVAMENTE O POVO BRASILEIRO!

Clique aqui para voltar.