• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

GREVE NÃO AFETARÁ DEPÓSITO DO 13º DOS APOSENTADOS

Uma informação importante! A greve dos servidores do INSS não vai afetar o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos aposentados, informou a Previdência Social.

De acordo com o ministério, assim como os depósitos mensais dos benefícios não foram prejudicados pela paralisação, a primeira parcela do abono de Natal também não será afetada. O pagamento começará a ser feito na conta dos segurados na quinta-feira, assim como os benefícios referentes ao mês de setembro. Recebem primeiro os que ganham benefício de até um salário mínimo , conforme o final do cartão do segurado.

O extrato com o valor exato a que os aposentados terão direito já começou a ser liberado. A consulta pode ser feita emwww.previdencia.gov.br . Será necessário informar o nome completo, o número do benefício, o CPF e a data de nascimento para realizar a consulta.

A greve dos servidores administrativos do INSS completa mais de 70 dias. Os funcionários tem o direito de reivindicar melhores condições de salário e trabalho, mas o governo deve se abrir para negociações. Enquanto não escutar os funcionários e fazer uma proposta, milhares de pessoas ficam sem atendimento.

Os mais prejudicados nesse embate entre servidores e governo são os trabalhadores, aposentados, pensionistas e idosos que precisam de atendimento nas agências do INSS. A cada dia de paralisação mais e mais pessoas se acumulam para atendimento, como uma bola de neve. O atendimento que já funciona com uma certa lentidão, sem o atendimento mínimo gera filas e mais filas e só agrava a situação.

Esse problema é resultado da falta de gestão e liderança do governo que não consegue sequer administrar os problemas de defasagem salarial e quadro de funcionários da própria previdência. Como querem cuidar do dinheiro do trabalhador se não conseguem nem administrar internamente essa Instituição tão importante para o trabalhador e aposentado? A CRISE DO GOVERNO ESTÁ PARALISANDO O PAÍS.

Por isso, é necessário que o governo adote novamente a administração quadripartite, de índole democrática e descentralizada, envolvendo os trabalhadores, os empregadores, os aposentados e o Poder Público. A Previdência Social não deve estar dentro do governo, mas ao lado dele. A paralisação é reflexo a falta de respeito e compromisso com o trabalhador, aposentado e pensionista que paga o preço da incompetência governamental tendo salários corrigidos abaixo da inflação e um atendimento demorado. Falta gerenciamento do governo que esquece, não cuida da Previdência.

Clique aqui para voltar.