• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

Proposta Indecente

O Fator Previdenciário que é um redutor no valor das aposentadorias de até 50% foi criado no governo FHC. O PT com Lula a frente foi totalmente contra, na época em que era oposição. Hoje depois de 15 anos, agora, com o PT no governo o Fator Previdenciário não foi extinto como prometido e como se esperava de um governo que se diz do Trabalhador.

Após anos de luta, os aposentados tendo a frente a COBAP e as Federações , entre elas a Federação de São Paulo e suas associações conseguiram aprovar a extinção do Fator no Congresso Nacional mais o absurdo aconteceu, o presidente Lula vetou.

Mais um absurdo, da mesma proporção que mencionamos, aconteceu ontem, as centrais apresentaram ao Governo Federal a proposta 85/95 e o mesmo concordou em discuti-lo mais com restrições.

Vale uma explicação, o índice 85/95 significa que a soma dos anos trabalhados mais 60 anos de idade para mulher e 65 para os homens somem 85/95 anos respectivamente.

Este é o maior absurdo que os já citados, e as Centrais Sindicais em vez de discutir e lutar pela derrubada do veto do Lula ao fator previdenciário querem negociar com o Governo a continuidade deste índice, só que agora vestido de roupa nova.

O Governo Federal alega que se acabar com o fator previdenciário a Previdência Social entrará em crise, isso não é somente uma mentira deslavada, é uma posição totalmente equivocada de nossos dirigentes. O Governo tem dinheiro para beneficiar os empresários, seja eliminando os impostos dos veículos, da linha branca de eletrodomésticos, seja desonerando a folha para empresas, seja não enviando a Previdência o repasse como prometido com a desoneração da folha retendo com esta medida mais de 4,5 bilhões de reais.

Segunda a ANFIP – Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil a Seguridade Social acumulou do ano de 2.000 a 2.012 mais de R$ 600 bilhões de reais, sendo que no ano de 2.012 arrecadou-se R$ 78 bilhões.

Presidente Dilma, antes de se discutir alternativas ao Fator Previdenciário, a senhora deveria propor a sua simples extinção e logo em seguida, explicar a sua nação para onde vai todo esse dinheiro da Seguridade Social. Deveria sim, voltar a administração quadripartite com poderes deliberativos a fim de formar a Seguridade Social como um todo e de forma especifica a Previdência Social fazendo disto uma administração transparente. E por favor, pare de falar em déficit da Previdência. O ministro de previdência anterior e até mesmo o ex-presidente Lula já afirmaram que tanto a previdência, como a Seguridade Social não são deficitárias.

Chega de mentiras, queremos verdade com competência.

“Nunca finja saber o que lhe é desconhecido”

Clique aqui para voltar.