• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

ATENÇÃO! APÓS PRESSÃO GOVERNO VOLTA ATRÁS E ADIANTAMENTO DO 13º SALÁRIO A APOSENTADOS SERÁ MANTIDO

Após uma grande pressão o governo decidiu manter o adiantamento de metade do 13º salário aos aposentados e pensionistas. Hoje o governo vai estudar as alternativas para pagar a primeira parcela como por exemplo, uma folha extra deste mês ou até mesmo o abono ir para folha de setembro.

A FAPESP TRABALHA E DÁ RESULTADO! A FAPESP foi ontem atrás do ministro numa coletiva de imprensa cobrar um posicionamento sobre a primeira parcela do 13º dos aposentados. O ministro da Fazenda Joaquim Levy IGNOROU completamente o assunto. Mas a forte pressão feita surtiu efeito!

Milhares de aposentados esperam por esse adiantamento. Mais uma vez a incompetência do governo generalizada quem paga a amarga conta é o aposentado. Essa atitude do senhor ministro em ignorar uma pergunta tão importante demonstra a falta completa de articulação, transparência e diálogo. Esse governo esqueceu que quem os elegeu foi o POVO e eles tem o dever de dar uma satisfação sobre a primeira parcela do décimo terceiro, o porque atrasou e qual decisão final. A pergunta que fica onde está todo o dinheiro?

MAS ATENÇÃO! A data e a forma como se dará o adiantamento serão definidas nesta quarta-feira (19) em reunião da presidente com sua equipe econômica. O Ministério da Fazenda não incluiu na folha de pagamento de agosto, o adiantamento de metade do 13º que é paga entre o final deste mês e o início de setembro.

Nesta quarta, a presidente vai analisar algumas alternativas. Entre elas, fazer uma folha extra para que o pagamento saia no final deste mês e início do próximo. Há, ainda a possibilidade, mais viável, de que a antecipação da metade do benefício ocorra na folha de setembro, paga até o início de outubro. Uma outra alternativa, a menos provável, é parcelar o pagamento entre setembro e dezembro.

Nós vamos acompanhar e continuar cobrando uma posição! A FAPESP está na luta pelo direito dos aposentados e idosos!

EXIGIMOS RESPEITO AOS APOSENTADOS!

Clique aqui para voltar.