• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

UM GOVERNO QUE NÃO PENSA NO SEU POVO!

Temos um governo que não pensa nem um pouco em seu povo! A FAPESP reitera que luta pelo fim do fator previdenciário ou qualquer outra regra que prejudique os aposentados. Estamos acompanhando tudo de perto e repudiamos a atitude vergonhosa desse governo impopular que deixa os aposentados a margem da sociedade! A 85/95 é um caminho, embora não seja o ideal e estamos cobrando para que NÃO VETE esse dispositivo!

A presidente Dilma em jantar com ministros e senadores da base aliada no Palácio da Alvorada disse que, caso sancione a 664 editará a MP para criar uma fórmula progressiva de cálculo das aposentadorias, como alternativa à 85/95 aprovada pelo Congresso, sua tendência é ter como ponto de partida o próprio 85/95, elevando até atingir 90/100, em função da expectativa de vida.

Nessa discussão volta-se a falar sobre a crise na Previdência que a 85/95, se sancionada tornará inviável a nossa Previdência, mas antes o governo deve fazer sua parte e cobrar os devedores estatais como a Petrobrás, o Banco do Brasil, grupos como Sadia que receberam empréstimos milionários e nunca devolveram nem um real, esta é uma pequena amostra dos devedores da Previdência que já estão na casa dos trilhões de reais.

Precisamos acabar com a renúncia fiscal, com desoneração da folha de pagamento em diversos setores e não permitir que os clubes de futebol estendam suas dívidas e suspender de vez a DRU. A Seguridade não depende do orçamento da União e sim tem orçamento próprio, o que gera R$ 78 bilhões no último ano de superávit e mais de R$ 1 trilhão nos últimos anos. NÃO MEXA O QUE É DO POVO! DEIXE O DINHEIRO DA SEGURIDADE PARA A SEGURIDADE, PAREM DE DESVIAR MAIS DINHEIRO!

Até agora ela não sabe se vai vetar ou não a fórmula. Os senadores fizeram um apelo para que Dilma não vete o novo cálculo. Mais uma vez a presidenta não ouvindo ninguém, contrariando sua base e tomando medidas ditatoriais sem o mínimo de respeito aos aposentados e idosos. A FAPESP junto com o Congresso apela que não vete a 85/95 e caso aconteça vamos cobrar o Congresso para que derrube esse veto!

QUEREMOS JUSTIÇA! CHEGA DE TER QUE VER IMPOSIÇÕES DE UM GOVERNO CORRUPTO E INJUSTO!

Dependendo da postura da presidente, o Congresso pode derrubar a MP ou simplesmente deixá-la caducar. Com isto, passaria a vigorar apenas a fórmula 85/95.

A FAPESP repudia veemente a ação do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, numa tentativa de diminuir os outros ministros falou o absurdo de sugerir para o futuro, começar com 95/100 e aumentar até 100/105, mas a hipótese logo foi descartada pelos senadores. Ele diz isso porque não vai esperar até os 75 anos para se aposentar! Uma vergonha um parlamentar não pensar nem um pouco em seu povo que o elegeu. VAMOS DAR NOSSO GRITO DE BASTA A ESSE GOVERNO CRUEL COM O POVO BRASILEIRO!

Clique aqui para voltar.