• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

Câmara aprova emenda que cria alternativa ao fator previdenciário

A FAPESP luta pela extinção completa do fator previdenciário. Essa emenda à MP 664/14, aprovada no Plenário da Câmara por 232 votos a 210 do deputado Arnaldo Faria de Sá dá alternativa ao trabalhador, na hora da aposentadoria, de aplicar a chamada regra 85/95 em vez do fator previdenciário.

Esta emenda sinaliza um novo caminho para mudarmos essa situação que o fator previdenciário massacra as aposentadorias. Porém este não é o ideal. A FAPESP REITERA QUE LUTA PELO FIM DO FATOR PREVIDENCIÁRIO OU QUALQUER OUTRA REGRA QUE PREJUDIQUE OS APOSENTADOS.

É necessário muita discussão e diálogo para não continuar prejudicando milhares de aposentados. Esta é uma briga necessária, estamos no meio do caminho agora e precisamos mais do que nunca cobrar o Senado para pressionar a DERRUBADA das MPs 664 e 665 além de pedir a extinção total do Fator Previdenciário sem trocar por algo que ainda prejudique os aposentados.

A regra 85/95 prevê que a mulher poderá se aposentar quando a soma de sua idade aos 30 anos de contribuição for de 85 e, no caso do homem, a soma da idade a 35 anos de contribuição somar 95. Com essa regra, a aposentadoria seria integral em relação ao salário de contribuição. Para os professores, haveria diminuição de 10 anos nesses totais. ESTAMOS DE OLHO!

Clique aqui para voltar.