• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

Auxílio-doença do INSS será renovado sem perícia

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) aprovou, no início deste mês, a concessão da prorrogação do auxílio-doença sem a necessidade de o segurado passar por nova perícia médica.

O trabalhador que ficou afastado por um problema de saúde terá de levar à agência, no dia agendado, o atestado médico explicando a necessidade de manter o auxílio.

A prorrogação tem de ser pedida a partir de 15 dias antes do dia marcado para o corte do benefício.

O projeto é uma tentativa de reduzir a fila da perícia e evitar novas ações judiciais.

Primeiro, a concessão administrativa do auxílio é feita em duas gerências do Rio de Janeiro (central e Norte), em Niterói e em Aracaju (SE). Se funcionar como esperado, será ampliada para todo o país. A previsão é que o projeto piloto termine em julho.

Segundo apresentação feita a servidores, “ a demanda de pedidos de prorrogação é quase tão significativa quanto a de perícias iniciais”. Além disso, o projeto assinado pela presidente do INSS, Elisete Berchior da Silva Iwai, diz que a escassez de mão deobra contribui para o aumento do tempo médio de agendamento da perícia.

Procurado, o INSS não comentou o novo projeto.

(Fernanda Brigatti e Juliano Moreira do Agora)


Clique aqui para voltar.