• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

OS BANCOS NOS OUVIRAM MAS NÃO VAMOS NOS CALAR!

Os ofícios encaminhados às autoridades estão surtindo efeito. O banco Bradesco respondeu ao Diretor da FAPESP, Antero Ferreira Lima, que denunciou a prática em não receber boletos ou transações de aposentados, pensionistas e idosos nos caixas físicos, dentro da agência, e sequer podem entrar no domicílio bancário.

A FAPESP encaminhou ofício ao Banco Central e a diversas autoridades cobrando explicações da prática no qual o correntista ou beneficiário da Previdência Social que recebe no banco não consegue pagar suas contas se for igual ou inferior a R$ 1.000,00 (hum mil reais). Os atendentes encaminham os idosos para efetuar pagamento em uma casa lotérica ou nas máquinas de autoatendimento que não possuem funcionários para auxiliarem tais procedimentos.

O banco Bradesco por meio de nota disse: “Esclarecemos que todos seus apontamentos foram acolhidos com a devida atenção. Informamos que não faz parte dos procedimentos desta Instituição Financeira impedir ou dificultar a utilização do caixa convencional pelos nossos clientes e aos usuários, já que adotamos a política “de portas abertas”. Entretanto, muitas vezes, nossos colaboradores orientam os clientes e usuários a utilizarem os canais alternativos, com a finalidade de proporcionar mais agilidade e comodidade na efetivação das operações, além de diminuir o tempo de espera em filas. Reafirmamos, porém que os guichês podem ser utilizados, sempre que houver necessidade. Desculpamo-nos por qualquer mal-entendido que possa ter ocorrido e permanecemos à disposição para esclarecer eventuais dúvidas.”

PORÉM A FAPESP NÃO IRÁ PARAR DE COBRAR OS BANCOS POR UM POSICIONAMENTO E QUE RESPEITEM OS IDOSOS E CUMPRAM O ESTATUTO DO IDOSO. Esse descaso não pode acontecer mais! A Previdência irá tomar medidas diante do DESCASO dos bancos com os aposentados.

Em 26 de março, a chefe do gabinete do Dr. Benito Brunca da Previdência social, confirmou o recebimento de nosso ofício denúncia e nos disse que tomará providências com relação aos fatos relatados.

Essa atitude contraria o Estatuto do Idoso nos artigos 2, o artigo 3 o caput e inciso I, o artigo 10 caput e o parágrafo 2º e o 3º, o artigo 96 caput e o parágrafo 1º e 2º. “Art. 96. Discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito de contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário ao exercício da cidadania, por motivo de idade”. O que significa na prática, crime contra o Idoso.

Como medida a Federação dos Aposentados do Estado de São Paulo solicita que seja decretada e suspensa essa determinação bancária, que pode gerar a possibilidade do idoso ser assaltado, até mesmo na porta da agência bancária por ser obrigado a sacar o dinheiro e pagar em espécie suas contas em lotéricas.

Querem nos colocar as margens da sociedade. Querem furar nossos olhos, mas nós temos força pra lutar, isso nunca ocorrerá, pois também temos o Estatuto do Idoso que nos protege e principalmente nos dá garantias legais de nossos direitos. Nós que contribuímos a vida toda e que sempre usamos serviços bancários, nos deixam assim, na rua. Isso não pode ocorrer mais e se depender da FAPESP esse processo de degradação acabará logo.

Clique aqui para voltar.