• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

4.7 Milhões de segurados do INSS devem se recadastrar

No país, 4,7 milhões de aposentados e pensionistas do INSS ainda precisam fazer o recadastramento de suas senhas de recebimento do benefício previdenciário. Para fazer a chamada “prova de vida”, o segurado terá que comparecer ao banco em que recebe o benefício com os documentos pessoais. Alguns exigem também um comprovante de residência. Veja abaixo:

O QUE LEVAR NO BANCO

BANCO DO BRASIL – Documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência.

SANTANDER – Documento com foto, como RG, carteira de trabalho ou de motorista.

BRADESCO – Documento com foto e cartão do INSS ou conta. O procedimento também pode ser feito por cadastro biométrico, com a leitura da palma da mão.

ITAÚ UNIBANCO – Documento de identificação com foto e o cartão magnético do banco.

CAIXA ECONOMICA FEDERAL – Documento de identificação com foto. Levar comprovante de residência é opcional.

De acordo com o INSS, 26,1 milhões de beneficiário já atualizaram seus dados em uma agência bancária. Quem não conseguir ir pessoalmente ao banco deve nomear um procurador. Para isso, será preciso cadastrar o representante na agência em que o segurado recebe o benefício. É necessário apresentar a procuração registrada em cartório e um atestado médico que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário.

O recadastramento começou em maio de 2012. No dia 24 de janeiro o INSS e a FEBRABAN anunciaram a ampliação do prazo para 31 de dezembro. A partir desta data, o pagamento dos benefícios para quem não se recadastrou poderá ser suspenso.

IMPORTANTE – Os aposentados e pensionistas que já recadastraram suas senhas não precisam ir ao banco novamente para fazer uma nova atualização. Segundo o INSS, quem não tiver certeza se o procedimento foi feito poderá pedir a confirmação na agência da Previdência social ou no banco.

O INSS informou que o recadastramento é necessário para quem recebe o benefício por conta corrente ou conta poupança.

FONTE: INSS, FEBRABAN E BANCOS

Clique aqui para voltar.