• facebook
  • Flickr
  • twitter
  • orkut

ATENÇÃO COM AS NOTÍCIAS FALSAS!

Com tantas redes sociais a quantidade de informações que recebemos é altíssima. Mas devemos tomar cuidados antes de compartilhar determinado assunto tanto no Facebook como no Whatsapp. Centenas de informações falsas ou distorcidas são divulgadas e compartilhadas e quando recebemos uma informação com um conteúdo muito absurdo, precisamos parar e pesquisar melhor antes de passar essa informação para frente. É interessante buscar no Google o assunto e ver onde saiu essa discussão, se grandes portais ou veículos como a Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, G1, R7, rádios, revistas publicaram é verdade, mas se as fontes forem blogs desconhecidos, atente-se, pois pode ser uma notícia falsa. Se o assunto é algo ruim, negativo ou muito polêmico com certeza a grande mídia vai tratar do assunto.Tomem cuidado! E persistindo a dúvida perguntem para outras pessoas para auxiliar e verificar!

EXEMPLO! Tomamos com exemplo uma reportagem viralizada nesta última semana. Um blog desconhecido publicou uma “notícia” utilizando um comentário feito em maio do ano passado pelo ministro da saúde. O blog alardeou como corte das aposentadorias, enquanto o ministro disse a frase que seria necessário revisar o SUS e a Previdência, mas diante dos comentários negativos, no mesmo dia voltou atrás com seu discurso. Podemos ver como as notícias se distorcem e alardeiam e por isso é preciso pesquisar antes de publicar qualquer reportagem!

REPORTAGEM EM 29 /07/17 NO CLICK POLÍTICA

ATITUDE CRIMINOSA! GOVERNO TEMER JÁ SUGERE CORTAR APOSENTADORIAS PARA CONTER ROMBO NO PAÍS; CONFIRA!

Deputado Ricardo Barros, que assumiu interinamente o ministério da Saúde, propõe rever o tamanho do Sistema Único de Saúde, que atende a população mais pobre. “Vamos ter que repactuar, como aconteceu na Grécia, que cortou as aposentadorias, e em outros países que tiveram que repactuar as obrigações do Estado porque ele não tinha mais capacidade de sustentá-las”, afirmou, em entrevista à ‘Folha de S. Paulo’. Ele sugere a existência de fraudes no uso do cartão e no acesso a remédios.

========================================= REPORTAGEM FOLHA DE S. PAULO 17/05/16

TAMANHO DO SUS PRECISA SER REVISTO, DIZ NOVO MINISTRO DA SAÚDE

O novo ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), disse nesta segunda (16) que, em algum momento, o país não conseguirá mais sustentar os direitos que a Constituição garante –como o acesso universal à saúde– e que será preciso repensá-los. "Vamos ter que repactuar, como aconteceu na Grécia, que cortou as aposentadorias, e em outros países que tiveram que repactuar as obrigações do Estado porque ele não tinha mais capacidade de sustentá-las", afirmou em entrevista exclusiva à Folha.

===========================

REPORTAGEM FOLHA DE S. PAULO17/05/16

MINISTRO DA SAÚDE RECUA E DIZ QUE NÃO PRETENDE REVER TAMANHO DO SUS Após afirmar que o Estado não tem como assumir todas as garantias previstas na Constituição, incluindo o acesso universal à saúde, o ministro da área, Ricardo Barros, disse nesta terça-feira que o Sistema Único de Saúde (SUS) "está estabelecido" e que não deve rever o tamanho do sistema.

Em um sinal de recuo, Barros disse que é preciso rever os gastos com a Previdência, assim como ocorreu em outros países, mas não o acesso à saúde.

Em entrevista à "Folha de S.Paulo" publicada na edição desta terça, Barros citou o exemplo da Grécia, que cortou as aposentadorias.

Clique aqui para voltar.